sexta-feira, julho 17

Funcionárias da PT testam os novos uniformes.


PT não quer mini-saias, cinturas descaídas e transparências (ver notícia)

É tão bom quando nos ensinam o que devemos vestir, na escola, na repartição pública, nas empresas... o que seria de nós sem os doutos ensinamentos desta gente?!!

Foto da Net

5 comentários:

Isabel Pedrosa Pires disse...

E podem dar sangue?

Smootha disse...

Boa pergunta...
Eu fiquei sem saber se posso ou não...
Parece que a minha "espécie" não foi contemplada...

Aii que país este!

Silvares disse...

Eu posso dar sangue. Mas não quero.

Marreta disse...

Vão andar todas descascadas?! E viva o naturismo!

Saudações do Marreta.

luisM disse...

E qualquer dia as funcionárias terão de ser medianas, nem feias para não afugentar a clientela, nem bonitas para não suscitarem atracção sexual, nem de colegas nem de clientes. E não poderão ser muito altas para não intimidarem e afugentarem os clientes e não muito baixas para não os deixarem demasiado descontraídos. E tal e tal e tal, estamos mais ou menos a ver onde estas coisas, a princípio anódinas, nos poderão levar: aos meninos do BCP, que vestiam uniforme (fatos todos da mesma cor, cinzenta, mais os sapatos pretos e camisa cinzenta média, e gravata cinzenta escura).

A composição de uma imagem corporativa do capitalismo avançado e globalizado, com a perspectiva política dos regimes democráticos "musculados", quer dizer estados policiais.

É claro que há modos menos convenientes de as pessoas se vestirem, mas normalmente a "sanha" do legislador (frequentemente ignorante de coisas óbvias de convivência social), que sente o poder de condicionar os outros, leva sempre a soluções de rigidez e falta de senso.

E para os clientes, qual será a regra de vestimenta?